O que significa ser uma tentante?

Para os leigos no assunto que por aqui vierem a passar eu explico: tentante é o termo obstétrico-popular que se usa para designar futura mamãe ativa, ou seja, aquela mulher que decidiu que quer engravidar e está correndo atrás disso ou simplesmente deixando que aconteça. Quer tenha ou não que dar uma forcinha pra natureza, uma tentante elege como prioridade o ser mãe, dure isso quanto tempo durar, implique isso em qualquer consequência para a sua vida. Em alguns casos, qualquer uma MESMO.
Sintomas clássicos de uma tentante ?

  • Uma certa obsessão por tudo que tenha a ver com bebês ou gravidez.
  • Frequência considerável em páginas na net que falem sobre o tema, inclusive blogs de mamães;
  • E nos blogs de tentantes, o que começa a render um forte envolvimento emocional e um medo (mais um!) íntimo: será que eu também vou ter que tentar tanto tempo?
  • Passeios aparentemente distraídos e sem compromisso pelas sessões de roupas para grávidas;
  • Passeios mais atentos na sessão de roupas para bebês com uma desculpa na ponta da língua para o primeiro conhecido que a vir: “É pra o bebê de uma amiga minha!”;
  • Uma adesão cada vez maior à moda das batas e dos vestidinhos sem cintura (“que ninguém saiba, mas se eu não gostar vai me servir bem quando estiver grávida!”);
  • Irritação cada vez mais intensa quando lhe perguntam se está grávida;
  • Respostas cada vez mais sarcásticas e/ou sumárias quando lhe perguntam quando virá o herdeiro;- Poses esdrúxulas estufando a barriga diante do espelho, ou colocando uma almofada embaixo da blusa;
  • Comoção contida mas visível ao ver uma grávida (e de repente parece que você vê grávidas em todos os lugares);
  • Tudo que é redondo ou oval lhe lembra um óvulo, ou mais ainda, uma barriga;
  • Seu calendário de menstruação está religiosamente em dia e você deu para calcular seu período fértil mesmo não usando tabelinha;
  • Começa a ter raiva do seu método contraceptivo, a ponto de não aguentar olhar pra ele;
  • Chega ao cúmulo de tentar convencer seu marido a comprar aquele carrinho de bebe em promoção “é um investimento!”, mas a risada dele a faz voltar ao mundo real;
  • Não perde uma reportagem na TV sobre maternidade;
  • Checa as maternidades cobertas por seu plano de saúde;- Começa a se perguntar se sua irmã vai ter filho primeiro que você e ficar levemente preocupada com isso;
  • Observa hoteizinhos perto de casa e na sala de aula fica pensando se seria possível um bebê ali;
  • Já começou a comprar roupinhas e até pelúcia pro bebê (escondido, claro);
  • Chegou a ficar com inveja da sua cadela que pariu recentemente (gente, a sua cadela engravidou, suas amigas, inimigas, vizinhas e primas engravidaram,engravidou e você…) ;
  • Sabe como será cada detalhe da decoração do quarto do bebê e começa a tecer reformas na casa pra isso;
  • Jura que vai pedir receita pra ácido fólico à ginecologista, e já tem uma dieta traçada para cada mês de gestação;- Sabe com quantos anos sua mãe teve o primeiro filho, e começa a comparar com sua avó, suas tias, suas amigas, você…
  • Começa a fazer cálculos com os anos que faltam até você completar 35 e tentar encaixar a maternidade nesse intervalo;
  • Decidiu não assitir TV até passar o dia das mães;
  • Vez ou outra assusta-se com o número de amigas e primas e vizinhas e conhecidas suas que já são mães;