Não deixe de conferir   /

Taís Araújo revela 2 abortos espontâneos e preocupações que teve nos partos dos filhos

Facebook Twitter Google + Pinterest Linkedin Reddit
Taís Araújo revela 2 abortos espontâneos e preocupações que teve nos partos dos filhos

abortos espontâneos  – Taís Araújo, mãe de João Vicente, de 5 anos, e de Maria Antônia, de 2, durante o período em que decidiu ser mãe teve que enfrentar o dolorido desafio de passar por dois abortos espontâneos.

A gestação e o nascimento dos dois filhos, no entanto, mostram como o trauma pode ser superado.

Primeira gravidez e primeiro aborto

Como contou em entrevista à Marie Claire, o primeiro episódio aconteceu durante sua primeira gestação. Ela estava grávida de gêmeos quando, em um exame de rotina, descobriu que um deles não tinha batimento cardíaco.

O corpo se encarregou de absorver o material celular do feto que não vingou. Mas, mesmo sem ter que passar por nenhum procedimento invasivo, a atriz precisou lidar com a perda. “Não foi traumático. Mas foi sofrido. Chorei muito e o Lázaro me chamou para a realidade. Disse: ‘Ei, tem uma criança aí que precisa de você inteira’”, contou.

tais araujo joao vicente 06.17 400x800
  • Facebook
  • Twitter
  • Pinterest

Depois da superação, Taís vivenciou uma gestação tranquila. Foi uma grávida “zen-budista”, brincou. Mas, o nascimento de João Vicente pediu uma escolha. Por medo, ela queria que sua irmã, que é médica e reside em Brasília, assistisse seu parto.

Para isso acontecer, no entanto, uma cesárea teve que ser agendada. Depois que nasceu, João mamou até mais de um ano.

Segundo aborto

O segundo episódio aconteceu depois da gravidez de João Vicente. Na tentativa de engravidar novamente, Taís perdeu um bebê com um mês e meio de vida.

“Tive sangramento, senti dor. Fiquei arrasada, mas segurei a onda”, contou. Um ano depois, ela descobriu que estava grávida de Maria Antônia.

Segunda gravidez

lazaro ramos maria antonia 06.17 400x800
  • Facebook
  • Twitter
  • Pinterest

Desta vez, no entanto, a tranquilidade não acompanhou a gestação. Além de mudar e reformar uma casa, Taís ainda teve que viver os primeiros meses da gestação trabalhando. Tudo isto porque Maria Antônia veio meses antes do planejamento. “Tirei o DIU, mas achei que fosse engravidar seis meses depois. Cara, rolou no mês seguinte. Daí, foi aquela situação horrorosa de dar a notícia para a turma da novela, do filme, mudar enredo… Enlouqueci”, contou.

Na realização da segunda cesárea, o medo reapareceu. Na hora de entrar na sala de cirurgia, João, pequenininho, gritou para a mãe não ir. Taís entendeu como um sinal e disse a Lázaro que se morresse, gostaria que ele aceitasse ajuda da mãe dela para criar os filhos.

A cirurgia seguiu com tranquilidade e tanto mãe como bebê ficaram bem. Por conta de uma infecção que a fez tomar remédios nas primeiras semanas, Taís não conseguiu amamentar a pequena.

lazaro ramos tais araujo filhos 06.17 400x800
  • Facebook
  • Twitter
  • Pinterest

 

 

-vix

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pin It on Pinterest

Share This